1993
ver fotografia
João Gomes Mota
ver fotografia
João Gomes Mota
ver fotografia
João Gomes Mota
ver fotografia
Pascale Van Landuyt
ver fotografia
Pascale Van Landuyt
ver fotografia
João Gomes Mota
ver fotografia
João Gomes Mota

As fotografias

Quando visitei o Mosteiro de Santa Clara-a-Velha no Verão de 1993, o local estava votado ao abandono.
Havia uma rede ferrugenta e cheia de buracos que deveria vedar o local e impedir o acesso, mas era inútil. Na fotografia da nave esquerda nota-se o passadiço que usei para entrar na Igreja.

Enquanto a Igreja esteve enterrada no lodo, o claustro era praticamente invisível.

Na época, tinha acabado de comprar a minha primeira máquina fotográfica reflex e estava limitado pela falta de experiência, saber e equipamento. Tirei uma dúzia de fotografias das quais se salvam cinco, acrescidas por duas outras da autoria de uma amiga, Pascale Van Landuyt.

Voltei um ano depois ao local, com mais experiência mas a vedação tinha sido renovada e já não era possível espreitar por todo o lado.

2004
ver fotografia
ver fotografia
ver fotografia
ver fotografiaver fotografia

ver fotografia

Em Outubro de 2004, e novamente em Dezembro de 2004, regressei ao Mosteiro e as obras continuam. Já é possível, todavia, tirar algumas fotografias no meio das cercas e do entulho espalhado pelo chão.

Como o estaleiro estava fechado, não pude visitar o interior e as fotografias retratam, com limitações, o estado das obras.

Como já há visitas condicionadas, espero em breve poder regressar e visitar o Mosteiro por dentro.

 Agora aguardo o fim das obras para novas visitas. Entretanto, recomendo as fotografias do sítio de Santa a Clara a Velha criado pelo Centro de Computação Gráfica da Universidade de Coimbra.
 
©2001-04 João Gomes Mota
Início (Home)O mosteiroAs obras